Organização e planejamento

Por Jonathan Silva

Se dentro de campo, a organização da equipe é responsabilidade do técnico Rogério Zimmermann, fora dele a missão de deixar tudo redondinho cabe ao Supervisor de Futebol, Moisés Von Ahn. Fora dos holofotes, mas com papel fundamental para o sucesso rubro-negro, o camaquense de 31 anos se desdobra para minimizar erros e deixar as etapas da rotina Xavante cada vez mais perfeita. Se dentro das competições oficiais a logística é complexa, nos torneios amistosos ela não foge da regra.

Para o Quadrangular Pentacolor, disputado entre os dias 14 e 17 de janeiro, em Veranópolis, o Brasil alterou sua rotina de pré-temporada no Bento Freitas, pegou a estrada e se instalou em Nova Prata, há poucos quilômetros da terra da longevidade. Com o primeiro jogo marcado para a quinta (14), às 20 horas, contra o Veranópolis, a delegação embarcou ainda na manhã da quarta. Mas o planejamento para os cinco dias na Serra começaram muito antes do ônibus colocar as rodas na BR-116. Antes de 2016 chegar, Moisés Von Ahn já cuidava dos detalhes: hospedagem, alimentação, local para treinamento, deslocamentos entre as duas cidades e os preparativos com a comissão organizadora da competição.

Para ele, a complexidade do trabalho e a cansativa organização ficam de lado quando o resultado dá certo.

– Cuidar de todos os detalhes é crucial para que tenhamos êxito na organização do clube para essa competição. As acomodações precisam garantir o conforto necessário à delegação, assim como ter atenção no tipo de alimentação e o cumprimento dos horários estipulados pela comissão técnica.

Um ponto comemorado pelo Supervisor foi a receptividade da comunidade nova-pratense.

– O tratamento dado no hotel e pela comunidade em Nova Prata é excepcional, assim como fora em Veranópolis. O clube está de parabéns em promover essa competição, com equipes de qualidade e principalmente bem organizada.

O trabalho para Moisés Von Ahn não para quando o Quadrangular Pentacolor acabar. Pelo contrário, ele aumentará e muito. Vem o Gauchão, a Copa do Brasil e o Brasileirão da Série B. São viagens longas, jogos a cada três ou quatro dias, hotéis, alimentações, muito, mas muito planejamento. E se engana quem pensa que ele deixará tudo para segunda-feira. O planejamento de 2016 já começou e é essa organização antecipada que garante o sucesso do trabalho de Von Ahn.