Empate na raça

Por Jonathan Silva

Foi um jogo de superação pelo lado rubro-negro. Desde os 26 minutos do primeiro tempo com um jogador a menos, o Brasil empatou em 3 a 3 com o Aimoré, na noite desta quarta (24), no estádio Bento Freitas. O jogo, válido pela 6ª rodada do Gauchão 2016, deu o quinto ponto vermelho e preto na competição. O próximo adversário do Xavante é o São Paulo, em Rio Grande, no sábado (27), às 21h.

O Brasil começou a partida dando mostras daquilo que faria durante todo o jogo: suar a camisa em busca da vitória. Aos 4 minutos, Ramon cruzou e a zaga afastou. No minuto seguinte, o mesmo Ramon chutou e o goleiro Alessandro fez boa defesa. Aos 15, Diogo Oliveira arriscou de longe e a bola passou pelo lado do gol. Aos 19, o Maestro rubro-negro arriscou de longe, Alessandro espalmou e a bola ia sobrando para  Felipe Garcia. O atacante foi derrubado na área,  mas Leandro Vuaden já sinalizava impedimento.

Aos 24, porém, Vuaden assinalou a marca do cal: pênalti para o Brasil. Na cobrança, Nena sacudiu as redes e fez a alegria da Maior e Mais Fiel.  E o gol manteve o Brasil buscando o segundo gol, mas o árbitro da partida daria tons dramáticos ao jogo, ao expulsar Washington aos 26 minutos da etapa inicial. Com 33 minutos passados no cronômetro, Xaro tentou cruzamento, a zaga cortou e Leandro Camilo também colocou a bola na área para novo corte da zaga. Mateus, aos 38, aproveitou troca de passes do Aimoré e empatou o jogo. Aos 47, Wender cruzou e Nena cabeceou por cima do gol.

A segunda etapa começou com o mesmo ímpeto: buscar o gol. Aos 4, Marcos Paraná lançou Ramon, que cruzou rasteiro e viu Felipe Garcia se esticar todo e quase marcar o segundo. Aos 23, Felipe Garcia fez boa jogada e lançou Ramon que não alcançou a bola. Aos 20, Marcos Paraná tocou para Felipe Garcia, que carregou e arriscou de longe. A bola passou sobre o gol de Alessandro.

Aos 26, Marcos Paraná fez um lançamento magnífico para Ramon, que invadiu a área em velocidade e mandou uma bomba rasteira para o gol. Um golaço. Brasil 2 a 1. Felicidade da Maior e Mais Fiel. Aos 28, Galiardo cobrou falta e Felipe Garcia cabeceou para o gol, quando a zaga, sobre a linha, evitou o terceiro gol rubro-negro na noite.

Aos 40, Marcos Paraná fez a Maior e Mais Fiel entrar em êxtase: ele roubou bola próximo da área, carregou, viu a saída de Alessandro e deu um toque bonito para o gol. Um golaço. Brasil 3 a 1. Porém, a festa rubro-negra ganhou uma pitada amarga. A luta de 70 minutos com um jogador a menos só não foi completa pois aos 43, em um chute forte de Moacir, e aos 44, em uma bola aproveitada de João Artur, o Aimoré deixou tudo igual na partida.

O Brasil, com o resultado, chegou ao quinto ponto na competição e agora se prepara para encarar o São Paulo, no sábado (27), às 21h, no estádio Aldo Dapuzzo, em Rio Grande.

Ficha Técnica:

Brasil: Eduardo Martini, Wender, Leandro Camilo, Cirilo, Xaro, Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia, Diogo Oliveira (Galiardo), Ramon (Gustavo Papa) e Nena (Marcos Paraná). Técnico: Rogério Zimmermann

 Aimoré: Alessandro, Diego Supert (Moacir), Cesar Lucena, Donato, Tiago Alemão (Arilton), Talyson, Elias, Mateus, João Henrique (João Artur), Danilo Goiano e Igor Nobre. Técnico: Abel Ribeiro

Gols: Nena 24min1T, Ramon 26min2T, e Marcos Paraná 40min2T (B); Mateus 38min1T, Moacir 43min2T, e João Artur 44min2T (A)

Cartões Amarelos: Washington e Ramon (B); Talyson, Arilton e Moacir (A)

Cartão Vermelho: Washington (B)