Papão rubro-negro

Por Jonathan Silva

O adversário tem história no futebol. O apelido dele poderia meter medo: Papão. Mas no Bento Freitas, quem assusta é o Brasil. Em um jogo extremamente disputado, o time do técnico Rogério Zimmermann venceu por 1 a 0, com gol de Diogo Oliveira, em cobrança de pênalti, e manteve os 100% de aproveitamento jogando em casa. O próximo adversário é o Luverdense, na sexta (3), às 20h30, também no estádio Bento Freitas.

Mais uma vez o frio fez companhia à Maior e Mais Fiel, assim como o grito de gol. O Paysandu foi um adversário duro, difícil, o que valoriza ainda mais a vitória rubro-negra. Aos 2 minutos de partida, Marlon tocou para Marcos Paraná que chutou e viu Emerson fazer a primeira defesa do jogo. Aos 11, foi a vez de Marlon, em falta frontal, exigir uma defesa do goleiro paraense.

Washington teve grande atuação na partida. Foi firme na marcação, e evitou os ataques do Paysandu. Foto: Carlos Insaurriaga
Washington teve grande atuação na partida. Foi firme na marcação, e evitou os ataques do Paysandu. Foto: Carlos Insaurriaga

Aos 15, Wender cobrou escanteio, a zaga adversária cortou parcialmente e Leandro Camilo, de bicicleta, tentou abrir o marcador. Aos 37, Cirilo lançou Diogo Oliveira que cruzou para Ramon. Emerson saiu do gol e conseguiu evitar que o atacante rubro-negro chegasse na bola. Aos 44, em cobrança de falta, Marlon protagonizou o último lance de perigo da primeira etapa.

Na última volta do ponteiro no relógio do jogo, aos 5 minutos, Marlon cruzou, Cirilo desviou e Ramon mandou pro gol. O impedimento marcado não validou o gol rubro-negro, mas mostrou que as redes seriam balançadas. E foram. Aos 30, Wender cruzou para a área, o jogador do Paysandu cortou com o braço e pênalti foi marcado para o Xavante. Diogo Oliveira, o Maestro rubro-negro cobrou e fez a alegria da Maior e Mais Fiel. Brasil 1 a 0.

O Brasil ainda tentou o segundo. Aos 36, Paraná chutou, a bola desviou da zaga e foi para escanteio. Aos 39, Leandro Leite deixou Felipe Garcia na cara do gol. O artilheiro Xavante na Série B bateu firme e Emerson fez um verdadeiro milagre. Aos 45, foi a vez de Nena ser lançado, bater pro gol e Emerson defender.

Com o apito final do catarinense Claudio Lima e Silva, a festa na Baixada estava feita. Três jogos e três vitórias em casa e o décimo ponto conquistado na Série B. Agora, o time do técnico Rogério Zimmermann enfrentará o Luverdense, na sexta (3), às 20h30, no estádio Bento Freitas.

Ficha técnica:

Brasil: Eduardo Martini, Wender, Cirilo, Leandro Camilo, Marlon, Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia, Diogo Oliveira (Marcão), Marcos Paraná (Nena) e Ramon (Nathan). Técnico: Rogério Zimmermann.

Paysandu: Emerson, Roniery (Edson Ratinho), Fernando Lombardi, Domingues, Pablo, Ricardo Capanema, Augusto Recife (Rodrigo Andrade), Rafael Costa, Jhonnatan, (Raphael Luz), Fabinho Alves e Wanderson. Técnico: Dado Cavalcanti.

Gol: Diogo Oliveira 31min2T (B).

Cartões Amarelos: Cirilo e Marcos Paraná (B); Emerson, Augusto Recife, Domingues e Rodrigo Andrade (P).

 

Brasil 1 x 0 Paysandu – 5ª Rodada – Brasileiro Série B – Fotos Carlos Insaurriaga e Jonathan Silva

aIMG_0055
aIMG_0109
aIMG_0176
aIMG_0157
aIMG_0205
aIMG_0206
aIMG_0233
aIMG_8889
aIMG_8964
aIMG_0223