Retorno ao Castelão, mas com insucesso

Por Carlos Insaurriaga

No retorno do Brasil à Arena Castelão no Ceará, depois de 8 meses da conquista do acesso para a Série B, o palco de Copa do Mundo não teve, desta vez, final feliz para o rubro-negro. Em noite inspirada do atacante Bill, o Xavante foi derrotado por 3 a 0. Agora, todas as atenções se voltam para mais um desafio no Nordeste brasileiro, quando sexta (17), às 21h, o Brasil enfrenta o Sampaio Corrêa, no estádio Castelão, no Maranhão.

A partida começou disputada, com o Brasil segurando os avanços do Ceará e saindo no contra-ataque. Aos 14 minutos, Wender cobrou escanteio direto para o gol, obrigando Éverson a espalmar e afastar o perigo. A resposta do Vozão veio aos 22 minutos, quando Rafael Costa arriscou chute de longe, onde a bola desviou e passou perto da trave de Martini.

Aos 28, Marlon cruzou para área, e Ramon desviou de cabeça para a defesa do goleiro do Ceará. Três minutos depois, Clébson recebeu passe de Nena, cortou a marcação, e quando ia concluir para o gol, o zagueiro bloqueou de carrinho, evitando o gol rubro-negro. Aos 33, Nena ajeitou para Washington arriscar o chute de longe, levando perigo ao gol dos donos da casa.

Quando a partida se encaminhava para o intervalo, aos 43, o meia Felipe do Vozão chutou forte de fora da área, impossibilitando Martini de defender firme, e no rebote Bill abriu o placar.

O segundo tempo começou com o Brasil indo para o ataque. Aos 2 minutos, Ramon avançou pela esquerda, rolou para Clébson que chutou de longe, e mandou a bola pelo lado da trave do Ceará. Aos 10, Marlon cobrou falta da intermediária, uma bomba, e o goleiro Éverson defendeu firme. Aos 14, uma grande chance do Brasil empatar a partida. Clébson pegou um grande chute de longe, Éverson novamente salvou o Vozão, fazendo grande defesa.

Depois do vinte minutos, o Ceará começou a atacar mais. Aos 25, Eduardo cobrou falta perfeita, no ângulo. Martini voou e fez grande defesa, salvando o Brasil. Porém, depois 40 minutos, voltou a figura do atacante Bill. Aos 43, Felipe fez grande jogada pela esquerda, e cruzou para Bill pegar de primeira, e marcar o segundo. E já nos 50, com tempo de acréscimos extrapolados, o atacante marcou o terceiro de pênalti.

Agora, todas as atenções se voltam para outro estado do Nordeste e outro Castelão, quando na sexta (17), o Brasil viaja até o Maranhão, para enfrentar o Sampaio Corrêa, a partir das 21h.

Ficha técnica:

Brasil: Eduardo Martini, Wender, Leandro Camilo, Teco, Marlon (Xaro), Leandro Leite, Washington, Clébson Lima (Diogo Oliveira), Felipe Garcia, Ramon e Nena (Nathan). Técnico: Rogério Zimmermann. 

Ceará: Éverson, Eduardo (Marino), Valdo, Charles, Thallyson, João Marcos, Richardson, Ricardinho (Tomas Bastos), Felipe, Rafael Costa (Alex Amado) e Bill. Técnico: Sérgio Soares. 

Gols: Bill 43min1T, 43min2T e 50min2T.

Cartões amarelos: Felipe Garcia, Wender, Leandro Camilo e Xaro (B).

Cartão vermelho: Felipe Garcia (B).