Derrota na estreia

Por Gustavo Pereira

O Brasil perdeu para o Internacional por 2 a 1, na noite desta quarta (1º), no estádio Beira-Rio, pela rodada de abertura da Primeira Liga. Com um a jogador a menos desde os 19 minutos, o rubro-negro não conseguiu somar ponto na estreia do torneio nacional. A classificação do grupo A tem o Colorado e o Fluminense com três pontos, além do Criciúma, também zerado.

A equipe Xavante agora vira a chave e volta a campo no próximo domingo (5), às 19h30, diante do Cruzeiro, pelo Campeonato Gaúcho, no Bento Freitas. Pela Primeira Liga, o segundo compromisso está marcado para às 21h30 de terça (14), contra o Criciúma, também na Baixada.

Os minutos iniciais foram extremamente movimentados em Porto Alegre. Aos 10, Bruno Lopes até balançou as redes, mas a arbitragem invalidou o lance por falta do atacante sobre Paulão. Na sequência, o Inter abriu o placar. Após conclusão de Andrigo, Nico López desviou e anotou 1 a 0. Já aos 16, Brenner cabeceou em cobrança de escanteio e Eduardo Martini voou no cantinho para fazer um milagre. No rebote, o próprio Brenner dominou e achou espaço para ampliar: 2 a 0.

Após ficar com um jogador a menos, Bruno Lopes marcou de pênalti o gol do Brasil. Foto: Carlos Insaurriaga
Após ficar com um jogador a menos, Bruno Lopes marcou de pênalti o gol do Brasil. Foto: Carlos Insaurriaga

Quando o relógio marcava 19 minutos, uma decisão do árbitro Célio Amorim mudou os rumos do confronto. Com a bola parada, Eduardo Martini reclamou, recebeu dois cartões amarelos e foi expulso. Para repor, Rogério Zimmermann mandou Carlos Eduardo a campo no lugar de Rennan Oliveira. E o Brasil se encontrou no Beira-Rio. Prova disso foi o equilíbrio do jogo e o pênalti sofrido por Nem ao tentar driblar Seijas. Na cobrança, Bruno Lopes mandou rasteiro, sem chances para Danilo Fernandes, que acertou o canto mas não conseguiu defender: 2 a 1.

Apesar do homem a menos no campo, o time vermelho e preto se manteve bem postado, tranquilo. Quando o Colorado exigiu, Carlos Eduardo estava lá para defender finalização de Anselmo, aos 32 minutos. Antes do fim da etapa inicial, Uendel ainda teve boa chance a favor do Inter, porém mandou alto demais. Como resposta, nos acréscimos, Marlon bateu escanteio e Evaldo testou por cima.

Para o segundo tempo, Marcinho ingressou no lugar do autor do gol, Bruno Lopes. Aos oito minutos, em novo cruzamento de Marlon, Evaldo tocou e a bola sobrou para Leandro Camilo, que colocou muita força na conclusão. Atuando em casa e com superioridade numérica, o Inter cresceu e passou a empurrar o Brasil na defesa. Ainda assim, João Afonso teve oportunidade para bater de longe e obrigou Danilo Fernandes a encaixar.

Em um chute na trave de Andrigo e em um cruzamento de Uendel afastado precisamente por Evaldo, os donos da casa ainda assustaram o gol Xavante. Até o último instante, o Brasil buscou o ataque, mas não conseguiu criar chances para empatar. Agora é hora de recolocar as atenções no Gauchão. No domingo (5), às 19h30, o Cruzeiro será o adversário da primeira partida oficial em casa na temporada 2017.

Ficha técnica: 

Internacional: Danilo Fernandes; Junio, Klaus, Paulão e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo (Charles), Andrigo e Seijas (Aylon); Nico López e Brenner (Roberson). Técnico: Antônio Carlos Zago. 

Brasil: Eduardo Martini; Éder Sciola, Evaldo (Aloísio), Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Juninho, Rennan Oliveira (Carlos Eduardo) e Nem; Bruno Lopes (Marcinho). Técnico: Rogério Zimmermann.

Gols: Nico López, aos 11min1T e Brenner, aos 16min1T (I); Bruno Lopes, aos 25min1T (B).

Cartões amarelos: Seijas, Nico López e Aylon (I); Eduardo Martini, Nem e Leandro Leite (B).

Cartão vermelho: Eduardo Martini (B).

Internacional 2 x 1 Brasil – 1ª Rodada – Copa da Primeira Liga 2017

aIMG_3096
aIMG_3155
aIMG_3205
aIMG_3198
aIMG_3194
aIMG_3209
aIMG_3083
aIMG_6231
aIMG_3039
aIMG_6227
aIMG_3089
aIMG_6262
aIMG_6428
aIMG_6442