Alô, vitória!

Por Gustavo Pereira

Saiu a tão esperada vitória do Brasil pelo Gauchão 2017! Na noite desta sexta (17), em jogo que abriu a quarta rodada do campeonato, a equipe rubro-negra fez 2 a 0 no Ypiranga, no estádio Bento Freitas. Aos 32 minutos da etapa inicial, Gustavo Papa abriu o placar de cabeça. Nos acréscimos do segundo tempo, Jean Silva selou o fundamental resultado.

Com o triunfo, o Xavante agora soma quatro pontos no estadual. Momentaneamente, antes do complemento da rodada, o time de Rogério Zimmermann ocupa a oitava colocação. Sem nenhum ponto ganho, o Canarinho é lanterna. Agora, o elenco tem uma semana até o próximo compromisso. No sábado (25), o adversário vermelho e preto será o Internacional, no estádio Beira-Rio, novamente pelo Gauchão.

De cara, aos dois minutos, Marcinho puxou bela arrancada pela direita, invadiu a área e tocou para dentro. Antes da finalização de Lenílson, porém, a zaga afastou. Os visitantes responderam aos 17, quando Eder bateu da entrada da área, para fora da meta defendida por Eduardo Martini. Depois, Maycon avançou pela esquerda e levantou para Michel, que concluiu alto demais.

Gustavo Papa marcou o primeiro gol Xavante, na primeira etapa da partida. Foto: Carlos Insaurriaga
Gustavo Papa marcou o primeiro gol Xavante, na primeira etapa da partida. Foto: Carlos Insaurriaga

Mais uma vez, como vem sendo a tona neste Gauchão, a partida era extremamente equilibrada. Com meia hora de jogo, Kaio Wilker arrematou da intermediária, mas Eduardo Martini, bem posicionado, encaixou. Na sequência, aos 32, o gol Xavante. Marlon cobrou falta na área com perfeição, Gustavo Papa mergulhou e cabeceou no cantinho de Carlaõ, colocando o 1 a 0 no marcador. Antes do intervalo, Maycon cabeceou por cima do travessão rubro-negro, e o Brasil foi para o vestiário na frente.

Na etapa final, o panorama seguiu o mesmo. As duas defesas se sobressaíam em relação aos ataques. Outra vez, Rogério Zimmermann precisou mudar a equipe por conta de lesão. Aos 19 minutos, Aloísio sentiu e foi susbtituído por Wender. Em seguida, aos 23, o primeiro lance de perigo. Marlon cruzou da esquerda e a bola chegou até Éder Sciola, que emendou pancada de bate-pronto à direita do goleiro Carlão.

Conforme o duelo ia se encaminhando para o final, a alta intensidade cobrou o preço. No Xavante, Marcinho caiu no gramado, extenuado. O garoto infernizou a defesa do Canarinho e, inclusive, sofreu três faltas que ocasionaram em cartões amarelos para o time de Erechim. Quem entrou na vaga do camisa 7 foi Jean Silva.

No final, muita tensão. Aos 31 minutos, Diego Torres surpreendeu Martini com chute de três dedos. O goleiro rubro-negro, em dois tempos, defendeu. Mais tarde, aos 41, o meia Kaio Wilker cabeceou após cobrança de escanteio e Martini apareceu outra vez, se esticando até o cantinho para espalmar. Por fim, aos 48, o golpe para sacramentar o triunfo: João Afonso desarmou no campo ofensivo e acionou Galiardo. Ele cruzou rasteiro e Jean Silva, na pequena área, empurrou para fechar o marcador: 2 a 0. Veio a vitória!

Ficha técnica: 

Brasil: Eduardo Martini; Éder Sciola, Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Lenílson, Aloísio (Wender) e Marcinho (Jean Silva); Gustavo Papa (Galiardo). Técnico: Rogério Zimmermann.

Ypiranga: Carlão; Marcio, Negretti, Tairone e Rennan (Gabriel Araújo); Araújo, Jackson, Eder (Diego Torres), Kaio Wilker e Maycon; Michel (Gustavo Ramos). Técnico: Guilherme Macuglia.

Gols: Gustavo Papa, aos 32min1T, e Jean Silva, aos 48min2T (B).

Cartões amarelos: Marcinho e Marlon (B); Marcio, Kaio Wilker e Araújo (Y).

 

Brasil 2 x 0 Ypiranga – 4ª Rodada – Gauchão 2017