PRÉ-JOGO: Brasil x São Paulo

Por Gustavo Pereira

Só a vitória interessa para o Brasil nesse domingo (5), às 16h, no Bento Freitas, contra o São Paulo/RG. O clássico da Zona Sul do RS é válido pela sexta rodada do Campeonato Gaúcho.

Após a derrota por 1 a 0 para o Internacional no último sábado, o time de Rogério Zimmermann ocupa a 9ª posição no estadual, com quatro pontos conquistados. Em caso de triunfo, o Xavante volta ao grupo dos oito classificados aos mata-matas da competição, podendo subir até para o 5º lugar. O Leão do Parque é 8º, com cinco pontos.

Roger Goulart, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Alduino Mocelin. Quatro árbitro: Antonio Augusto Barreto.

A partida é a última com promoção para as mulheres não-sócias: elas pagam 30 reais pelo ingresso, assim como idosos e estudantes. Sócios com a mensalidade de fevereiro em dia fazem check-in por 10 reais. Torcedores em geral compram entradas por 60 reais. Os pontos de venda são a Central do Sócio do estádio Bento Freitas, a Tribo Xavante e as lojas Hercílio Esquina e da Dom Joaquim.

Rogério Zimmermann: “Sempre é bom ter um espaço bom entre uma partida e outra para descansar e depois poder aprimorar. Estamos aproveitando bem, mas acho que nosso time cresce bastante quando tem esse tempo para treinar”.

“As análises que faço dos adversários são internas, e passadas pro grupo de atletas. Todos que têm condições podem atuar. Procuramos sempre o equilíbrio entre ataque e defesa”.

Nem: “É um jogo de suma importância para nós, assim como todos os outros. Vivenciamos os jogo-treinos contra o São Paulo, mas agora é campeonato, totalmente diferente, com mais força e concentração”.

Cirilo: “Conhecemos bem o São Paulo, sabemos da rivalidade. Nosso time em casa é muito forte, trabalhamos bem durante a semana para continuar ajeitar os detalhes e fortalecer nossos pontos fortes”.

Eduardo Martini: “Quando se fala de um clássico, se fala de um jogo muito difícil, acirrado, onde os nervos estarão à flor da pele. Espero que essa rivalidade fique apenas dentro de um campo, numa partida competitiva”.

Leandro Leite: “Cobrança temos sempre. Quem joga no Brasil, sabe que é diferente de ganhar e perder em outro clube. Nós jogadores cobramos bastante entre nós mesmos, e a comissão técnica muito mais ainda”.

Wender: “Estamos bastante motivados, trabalhando intensivamente. Será um clássico, jogo difícil. Imagino uma partida pegada, truncada. Temos que colocar nossa qualidade em prática, o que viemos treinando”.

João Afonso: “Em relação a quem vai jogar, não sei. Mas já temos um sistema tático, um entrosamento, então quem joga vai saber o que fazer e entrar ligado”.

268 jogos:
– 122 vitórias do Brasil, com 434 gols marcados
– 68 vitórias do São Paulo, com 278 gols marcados
– 78 empates

27 de fevereiro de 2016, pelo Campeonato Gaúcho, no estádio Aldo Dapuzzo: São Paulo 1×2 Brasil, gols Xavantes marcados por Felipe Garcia e Gustavo Papa.