Fundamental!

Por Gustavo Pereira

O Brasil precisava dos três pontos. E conseguiu! Em jogo que marcou a estreia de Clemer e da nova comissão técnica, pela 16ª rodada da Série B do Brasileirão, a equipe rubro-negra conquistou uma vitória fundamental por 2 a 1 sobre o Paysandu. Os dois gols Xavantes na noite deste sábado (22) foram marcados através de cobranças de falta: no primeiro tempo, Itaqui abriu o placar. Na etapa final, Nem ampliou antes de Marcão descontar.

Com o resultado, o Brasil chega a 20 pontos, se distancia da zona de rebaixamento e passa a ocupar a 15ª colocação. Agora, a equipe inicia uma viagem até a outra ponta do país. Na próxima terça (25), às 19h15, o rubro-negro encara o ABC, no estádio Frasqueirão, em Natal.

Itaqui abriu placar em uma linda cobrança de falta. Foto: Carlos Insaurriaga
Itaqui abriu placar em uma linda cobrança de falta. Foto: Carlos Insaurriaga

Dentro de campo, iniciando um novo ciclo no comando técnico, o Xavante começou pressionando. Aos dois minutos, Itaqui cobrou falta, Leandro Camilo desviou e a bola carimbou no travessão. Enquanto o Paysandu buscava explorar os contra-ataques pelos lados, os comandados de Clemer dominaram a posse de bola. Outra chance de gol, porém, só surgiu aos 27. Após intensa troca de passes curtos, Lincom recebeu cruzamento na área, matou no peito, girou e arrematou por cima.

Apesar de dominar as ações com a bola rolando, foi aproveitando um lance com ela parada que o Brasil inaugurou o marcador. O cronômetro apontava 31 minutos de jogo. Em cobrança de falta frontal, sofrida por Marcinho, Itaqui mandou por cima da barreira sem chance alguma para o goleiro Marcão Milanezi. Não teve outra: 1 a 0.

No retorno dos vestiários, os visitantes apertaram na busca do empate. A primeira oportunidade, no entanto, foi vermelha e preta. Éder Sciola cruzou e Lincom cabeceou para fora. Em seguida, aos três minutos, Marcão tentou duas vezes e parou em boa defesa de Marcelo Pitol. Aos oito, Fernando Lombardi desperdiçou chance clara dentro da pequena área.

Neste cenário da partida, um dos velhões jargões do futebol foi ativado. E ativado, especialmente, por dois jogadores: Marcinho e Nem. O garoto dominou na esquerda, fez uma fila espetacular e foi atropelado na meia-lua. Na cobrança, o camisa 10 da noite, Nem, soltou uma pancada no meio da meta. O goleiro tentou espalmar, mas a força da batida impediu: 2 a 0!

Com a vantagem dilatada, era preciso continuar atento para confirmar os fundamentais pontos. Aos 13, o lateral-direito Ayrton seguiu os exemplos Xavantes e cobrou falta com perfeição. Exatamente onde a coruja dorme. De forma sensacional, Marcelo Pitol voou e espalmou para evitar o tento adversário. O Brasil respondeu aos 17, com chute de Wagner que foi defendido por Marcão Milanezi.

Após minutos de equilíbrio, o Paysandu descontou. Aproveitando confusão na área, Marcão emendou e diminuiu a diferença no placar: 2 a 1. No minuto posterior, em lance confuso, Marcinho recebeu cartão vermelho direto do árbitro. A partir daí, para assegurar a vitória, passou a ser necessário saber sofrer. Os rivais partiram com tudo para cima do Brasil. Aos 33, Rodrigo Andrade bateu com muita força e Pitol espalmou. Em seguida, Juninho e Leandro Leite entraram nas vagas de Wagner e Nem para revigorar o fôlego da equipe.

Os cinco minutos de acréscimo demoraram para passar. Aos 44, Éder Sciola tirou de cabeça uma bola cruzada na pequena área. Com o apito final do árbitro, veio a confirmação de uma vitória nada menos do que fundamental para o Brasil. Os três pontos da tranquilidade vieram, mas é hora de dar continuidade ao trabalho. Os atletas, Clemer e a nova comissão técnica passam a focar no duelo diante do ABC, às 19h15 de terça (25), em Natal/RN.

Ficha técnica:

Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Breno; João Afonso; Wagner (Juninho), Nem (Leandro Leite), Itaqui e Marcinho; Lincom (Rodrigo Silva). Técnico: Clemer.

Paysandu: Marcão Milanezi; Ayrton, Fernando Lombardi (Diogo Oliveira), Gualberto e Jean; Augusto Recife (Anselmo), Renato Augusto e Rodrigo Andrade; Magno (Rodrigo), Marcão e Bergson. Técnico: Marquinhos Santos.

Gols: Itaqui, aos 31min1T, e Nem, aos 11min2T (B); Marcão, aos 28min2T (P).

Cartões amarelos: Wagner, Nem e Marcelo Pitol (B) e Fernando Lombardi (P).

Cartão vermelho: Marcinho (B).

Brasil 2 x 1 Paysandu – 16ª Rodada – Fotos Carlos Insaurriaga e Jonathan Silva

aIMG_7953
aIMG_7949
aIMG_7841
aIMG_7935
aIMG_8044
aIMG_8060
aIMG_0423
aIMG_0418
aIMG_0466
aIMG_0492
aIMG_0516
aIMG_0543
aIMG_0561
aIMG_0617