Virada e tranquilidade

Por Gustavo Pereira

Foi uma vitória fundamental! Mais uma, aliás. Na noite desta terça-feira (22), em jogo que abriu a 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Brasil superou o Goiás de virada por 2 a 1, no estádio Bento Freitas. Os gols da partida, última antes da parada de duas semanas da competição, foram marcados por Marcinho e Rafinha para o rubro-negro. Antes, Carlos Eduardo havia colocado os visitantes na frente.

Marcinho marcou o primeiro gol Xavante na partida. Foto: Jonathan Silva
Marcinho marcou o primeiro gol Xavante, no final da primeira etapa. Foto: Jonathan Silva

Com o resultado, os comandados de Clemer chegam a 30 pontos na Série B, e por enquanto ocupam a 10ª colocação. A rodada, no entanto, só termina no sábado, mas o time Xavante se distancia de vez da zona de rebaixamento e se aproxima da parte alta da tabela. O próximo compromisso está marcado apenas para 6 de setembro, uma quarta-feira, às 21h45, diante do Náutico, na Arena Pernambuco. Os jogos param devido aos duelos entre seleções nacionais no período.

Em campo, com a bola rolando, logo aos oito minutos Marcelo Pitol já mostrou que estava em mais uma grande noite. Após lance confuso, Andrezinho bateu no alto e o goleiro Xavante voou para dar uma ‘’raquetada’’, afastando o perigo. No ataque seguinte, o Brasil respondeu em cabeçada para fora de Leandro Leite. Aos 22, Marcinho pegou de primeira da intermediária e quase acertou o ângulo direito.

A partida era, como de costume, bastante equilibrada. Só que o placar foi alterado aos 29 minutos. Carlos Eduardo dominou na esquerda, puxou para dentro e arrematou no cantinho de Marcelo Pitol: 1 a 0. O rubro-negro, porém, não tardou para deixar tudo igual. Éder Sciola cobrou escanteio, Lincom tocou para dentro, Leandro Leite ganhou do goleiro e Marcinho se antecipou ao zagueiro para desviar: 1 a 1.

O gol permitiu que o Brasil fosse ao intervalo sem a pressão de estar perdendo. E aí, na etapa final, o time Xavante cresceu. A primeira grande oportunidade surgiu aos 12 minutos, quando Marcinho fez fila pela esquerda, invadiu a área e bateu para grande defesa de Marcelo Rangel. Porém, a Xavantada comemorou menos de um minuto mais tarde. Foi quase um repeteco do gol de empate: Sciola bateu escanteio, Lincom desviou, Juninho se esticou para tirar do goleiro e Rafinha, sozinho, mandou de cabeça para o gol aberto: 2 a 1. Era a virada!

Rafinha, no início do segundo tempo, anotou o gol da vitória rubro-negra. Foto: Jonathan Silva
Rafinha, no início do segundo tempo, anotou o gol da vitória rubro-negra. Foto: Jonathan Silva

Atrás no marcador, o Goiás sofreu alterações na equipe. Mas quem ameaçou foi o rubro-negro, que aos 18 quase ampliou em finalização cara a cara de Marcinho – ele recebeu grande passe de Rafinha. Aos 29, quando Cassiano já havia substituído Juninho, novamente Marcinho apareceu fazendo jogada espetacular. Dessa vez, ele deixou Lincom na cara do gol. O artilheiro ajeitou o corpo e acabou concluindo à esquerda da trave.

Na reta final da partida, o Esmeraldino passou a ter mais volume. Aos 35, Carlinhos avançou e bateu forte, por cima. Ainda partindo para os ataques com vários jogadores mesmo com a vantagem no placar e o final se aproximando, o Brasil seguiu criando chances. Em outro escanteio, Teco cabeceou firme no cantinho e viu a redonda explodir no pé da trave. Nos acréscimos, o time de Clemer precisou sofrer. Saber sofrer. E tudo certo. Primeiro, Pitol voou para evitar gol de Júnior Viçosa e, na sequência, Leandro Camilo teve enorme tranquilidade para, quase em cima da linha, tirar um chute de Carlos Eduardo. Foi com emoção até o último instante, apesar das várias oportunidades de ampliação da vantagem, e o Brasil garantiu mais três pontos antes da parada da Série B.

Ficha técnica:

Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola (Ednei), Leandro Camilo, Teco e Breno; Leandro Leite, João Afonso, Juninho (Cassiano), Rafinha (Misael) e Marcinho; Lincom. Técnico: Clemer.

Goiás: Marcelo Rangel; Everton Sena, Matheus Ferraz, Alex Alves e Carlinhos; Péricles (Nathan), Ramires, Carlos Eduardo, Andrezinho (Jean Carlos) e Léo Sena; Gustavo (Júnior Viçosa). Técnico: Argel Fucks.

Gols: Marcinho, aos 37min1T, e Rafinha, aos 12min2T (B); Carlos Eduardo, aos 29min1T (G).

Cartões amarelos: Rafinha, João Afonso, Teco e Leandro Camilo (B); Alex Alves, Péricles, Jean Carlos e Carlos Eduardo (G).

Brasil 2 x 1 Goiás – 22ª Rodada – Fotos Jonathan Silva

aIMG_1070
aIMG_0951
aIMG_1063
aIMG_1028
aIMG_1102
aIMG_1215
aIMG_1180
aIMG_1279
aIMG_1229