PRÉ-JOGO: Brasil x CRB

Por Gustavo Pereira

Após exatos 25 dias, quase um mês, o Brasil volta a jogar no estádio Bento Freitas, diante da Maior e Mais Fiel. Na tarde deste sábado (16), o time rubro-negro encara o CRB a partir das 16h30, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Foram dez dias de preparação desde a partida contra o Náutico, em Pernambuco, na semana passada.

Com 30 pontos conquistados, o Xavante ocupa o 13º lugar e está a nove pontos de distância do G4 da competição. Se vencer os alagoanos, porém, a equipe de Clemer ultrapassa pelo menos três adversários: o Boa Esporte e o Guarani, que já atuaram na rodada e têm 33 pontos, além do próprio CRB – que soma 32. O Londrina, que visita o Paraná, é o outro clube que pode acabar atrás do Brasil.

Durante o período sem jogos, o elenco vermelho e preto descansou apenas no domingo. Nos outros dias, muito trabalho. A comissão técnica comandou atividades no CT da Sanga Funda e, em duas oportunidades, na quadra society do Profut Esportes Indoor, devido às chuvas em Pelotas. Para esta partida, Lincom, que recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Náutico, está fora por suspensão.

Pablo dos Santos Alves (PB), auxiliado por Oberto da Silva Santos (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB). Quarto árbitro: Roger Goulart.

A promoção Ingresso Solidário segue valendo até o meio-dia de sábado (16): o torcedor paga R$ 30 no ingresso se doar dois quilos de alimento não-perecível. A partir do horário citado, entradas apenas por R$ 60, com direito a meia. Só é possível comprar o ingresso promocional na Central do Sócio do Bento Freitas e na loja Tribo Xavante. Os associados com a mensalidade de setembro em dia fazem check-in por R$ 10. As lojas Hercílio, assim como a Central do Sócio e a Tribo, também são pontos de check-in. Mais informações no serviço de jogo.

Clemer: ”Tenho algumas dúvidas, alguns jogadores estão na iminência de não atuar. Vou ter que esperar para poder definir, mas é claro que na minha cabeça já tenho o time que deve começar jogando. Treinamos dois dias no campo society, trabalhamos a parte física e o cognitivo dos atletas, mas a atividade que deveria ser feita acabou não acontecendo devido ao tamanho da quadra”. Entrevista completa aqui.

João Afonso: ”Todos os jogos são decididos por detalhes, desde o começo do campeonato. A diferença é que agora o tempo de recuperação vai ficando menor, não há mais tempo para buscar depois. Precisamos tentar minimizar os erros, porque não podemos desperdiçar mais pontos”. Entrevista completa aqui.

Rafinha: ”O campeonato está muito disputado, tanto em cima como embaixo. Se ganharmos partidas começamos a brigar por G4, se perdermos duas já caímos na tabela. Acho que nosso time está crescendo muito e que vamos lutar por coisas boas na competição”. Entrevista completa aqui.

Marcelo Pitol: ”Essa semana foi boa, bem trabalhada. Estamos no caminho certo, viemos melhorando como equipe, crescendo tática, técnica e fisicamente. O tempo que tivemos foi uma mini pré-temporada, foi muito importante. Qualquer atleta precisa de treinos para melhorar, e agora é continuar na mesma batida para vencer e as coisas continuarem bem”. Entrevista completa aqui.

Cassiano: ”A cada jogo que passa a equipe vai evoluindo tática e fisicamente, então acho que só temos a crescer daqui pra frente. A gente sabe que agora todos os jogos são decisões, então quanto mais pontos somados, melhor. Dentro de casa, temos que vencer sempre”. Entrevista completa aqui.

Itaqui: ”A questão do clima é algo que não conseguimos controlar. Priorizamos a questão física para não baixar o ritmo de trabalho. Sempre muda uma peça ou outra durante as partidas, por lesões ou suspensões, mas a base tem sido a mesma. No campo society, apesar das dimensões, também conseguimos treinar forte, e não podemos usar como isso desculpa. As coisas têm acontecido ao natural para nós jogando em casa, e espero que sábado aconteça novamente”. Entrevista completa aqui.

3 jogos:
– 3 vitórias do Brasil

6 de junho, pela Série B do Campeonato Brasileiro, no estádio Rei Pelé: CRB 0x1 Brasil, gol de Marcinho.