Mergulho da vitória

Por Gustavo Pereira

Foi um jogo atípico na tarde deste sábado (16). As fortes chuvas em Pelotas prejudicaram o gramado do estádio Bento Freitas, que resistiu até onde foi possível. Mas teve jogo e teve mais uma vitória do Brasil. Quem assinou a conquista dos três pontos foi o camisa 10. Rafinha marcou dois gols, um em cada tempo, e selou o 2 a 0 no placar contra o CRB, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O resultado leva o time de Clemer aos 33 pontos na competição nacional. Além disso, são quatro posições acima na tabela: agora, o Xavante é 9° colocado. O próximo compromisso será no sábado que vem, dia 23, contra o Ceará, às 19h, no Castelão.

O campo da Baixada condicionou o duelo na tarde chuvosa de sábado. Em alguns pontos, a bola rolava com mais facilidade. E o Brasil, conhecendo cada milímetro de casa, fez valer o fato de atuar como mandante para dominar o primeiro tempo. Durante os 45 minutos iniciais, o CRB não assustaram Marcelo Pitol em nenhuma oportunidade.

Se os adversários não conseguiam chegar perto de abrir o placar, o rubro-negro tirou o zero do marcador depois de muito insistir. Até os 27 minutos de jogo, a equipe de Clemer girava em torno da grande área regatiana, mas não finalizou da maneira desejada. Foi aí que Misael, em bola alta, ganhou do zagueiro Gabriel, colocou na frente pela esquerda, olhou para a área e cruzou. Embalado, em velocidade, Rafinha mergulhou duas vezes: na primeira, para cabecear a redonda no cantinho de Edson Kolln; na segunda, para comemorar o gol vermelho e preto. 1 a 0!

Rafinha comemora com o grupo. Jogador marcou os dois gols na vitória sobre o CRB. Foto: Carlos Insaurriaga
Rafinha comemora com o grupo. Jogador marcou os dois gols na vitória sobre o CRB. Foto: Carlos Insaurriaga

No segundo tempo, devido à chuva que não parou de cair durante a partida, as condições do campo ficaram piores. Com isso, nenhum dos times conseguia manter a posse, tornando o jogo cheio de perdas de bola, principalmente na faixa central. Em um cruzamento na área, aos sete minutos, Neto Baiano girou, bateu forte e parou em boa defesa de Marcelo Pitol.

O goleiro rubro-negro, na sequência, realizou uma defesa espetacular. Um milagre. Eram 18 minutos quando Tony recebeu de Neto Baiano e soltou uma pancada no ângulo, da meia-lua. O camisa 1 voou para espalmar e manter o Brasil com a vantagem. Tentando escapar em contragolpes aproveitando a velocidade de Rafinha, Misael, Marcinho e Cassiano, os comandados de Clemer quase marcaram justamente com Misael, porém o atacante foi flagrado em impedimento.

Já na reta final do confronto, o técnico Dado Cavalcanti, do CRB, fez logo as três alterações para tentar a igualdade. Sóbrio, o sistema defensivo se comportou muito bem e segurou as fortes investidas rivais, mesmo com a saída de Leandro Leite, que sentiu lesão, para entrada de Itaqui. Aos 44 minutos, a pressão alagoana se intensificou, e, um escanteio, Éder Sciola apareceu providencialmente para salvar o Xavante.

Justamente no melhor momento do CRB no jogo, o árbitro sinalizou seis minutos de acréscimos. Mas o período que poderia ser de sofrimento acabou sendo de alívio. E que alívio. Aos 47, Misael foi mais uma vez muito inteligente e achou Rafinha pelo meio da área. O camisa 10, oportunista como um bom 9, dominou, girou e bateu firme. O goleiro Edson Kolln até tocou na redonda, mas não evitou o segundo tento vermelho e preto. Era o segundo de Rafinha: 2 a 0! O zagueiro Gabriel, do CRB, ainda foi expulso antes do apito final.

O Brasil garantiu uma vitória fundamental e merecida, e agora figura na primeira página da Série B. No sábado que vem (23), é dia de voltar ao Castelão, onde o clube conquistou o acesso à Série B, para enfrentar o Ceará, às 19h.

Ficha técnica:

Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Breno; Leandro Leite (Itaqui), João Afonso, Marcinho (Elias), Rafinha e Misael; Cassiano. Técnico: Clemer.

CRB: Edson Kolln; Marcos Martins, Flávio Boaventura, Gabriel e Diego; Adriano, Yuri (Pablo Diogo), Tony (Danilo Pires), Chico e Marion (Erick Salles); Neto Baiano. Técnico: Dado Cavalcanti.

Gols: Rafinha, aos 27min1T, e aos 47min2T (B).

Cartões amarelos: Leandro Leite, Marcelo Pitol, Elias e João Afonso (B); Gabriel e Flávio Boaventura (C).

Cartão vermelho: Gabriel (C).

Brasil 2 x 0 CRB – 24ª Rodada – Fotos Carlos Insaurriaga e Jonathan Silva

aIMG_3521
aIMG_3440
aIMG_3496
aIMG_3605
aIMG_3627
AIMG_3575
aIMG_3695
aIMG_3668
aIMG_3751
AIMG_3637
a_MG_1112
aIMG_3780
a_MG_1203
a_MG_1115