Com a força do Caldeirão

Por Jonathan Silva

O Brasil foi a Santa Catarina enfrentar mais uma batalha pela Série B do Campeonato Brasileiro. E acabou derrotado pelo Figueirense, por 2 a 0, na tarde deste sábado (4), no estádio Orlando Scarpelli. O rubro-negro sofreu um gol em cada etapa, tentou mudar o resultado, mas sem sucesso. Agora, o time comandado pelo técnico Clemer parte para as 5 rodadas finais na busca de garantir o grande objetivo da temporada: a permanência na segunda divisão nacional. Para isso, mais uma vez a força da Maior e Mais Fiel será fundamental, como em todos os momentos da história Xavante, para empurrar o time em busca da vitória. E o próximo desafio é na terça (7), às 20h30, contra o Paraná, no estádio Bento Freitas.

Buscando o resultado, mas sem poder se expor, o Brasil começou o jogo organizado. O Figueirense, por sua vez, usava a bola área para levar perigo. Aos 4, André Luis desviou de cabeça e Marcelo Pitol fez grande defesa. Aos 19, em saída rápida, Marcinho tabelo com Éder Sciola, entrou na área e tentou driblar o marcador. O zagueiro catarinense se enroscou no atacante que caiu na área. O árbitro da partida interpretou como lance normal. Aos 23, Marlon cruzou fechado e Saulo defendeu.

Aos 38, Marcelo Pitol fez nova defesa importante quando a bola sobrou para Jorge Henrique, depois de cruzamento, e mandou para escanteio. Na cobrança, porém, ela passou por todos na área até chegar em Jorge Henrique, quase dentro do gol, que abriu o placar para o Figueirense. A resposta do Brasil veio aos 42. Em saída errada dos catarinenses, Rafinha deixou Marcinho na cara do gol. O atacante ajeitou o corpo e bateu. Mas o goleiro Saulo, em um verdadeiro milagre, salvou o que seria o gol de empate Xavante. Ainda no primeiro tempo, aos 47, Teco aproveitou bola disputada na área e chutou para fora.

A etapa final começou com o Brasil no ataque, pressionando. Logo no segundo minuto, Éder Sciola cruzou, Cassiano desviou e Saulo defendeu. Poucos segundos depois, Rafinha recebeu passe de  Marcinho, ajeitou a bola e, de fora da área, mandou um chute com efeito. Saulo já estava vencido na jogada, mas a bola passou caprichosamente perto da trave esquerda do Figueirense. Aos 7, Itaqui cobrou falta e a zaga catarinense conseguiu mandar para escanteio. Aos 34, novamente Itaqui botou a bola na área e mais uma vez a defesa adversária evitou que a bola chegasse a Sciola para conclusão.

Itaqui cobrou escanteio aos 35 e Leandro Camilo desviou de cabeça. A bola passou perto do gol de Saulo. Aos 41, porém, o golpe fatal na partida. Dudu deu um bico na bola, no centro do campo e ela acabou batendo em André Luis, dentro da área, sozinho. Ele ajeitou e chutou no canto de Pitol. 2 a 0. O Brasil ainda tentou com Cassiano, aos 42, em chute de fora da área que Saulo defendeu.

Agora, o Brasil volta a campo na próxima terça (7), quando, às 20h30, enfrenta o Paraná, no estádio Bento Freitas. Há cinco rodadas do final da Série B, o momento é de união de forças e de Baixada lotada e fervendo para empurrar o rubro-negro na busca por garantir, o quanto antes, a permanência na segunda divisão nacional.

Ficha técnica
Brasil: Marcelo Pitol, Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco, Marlon (Lincom), Leandro Leite, João Afonso, Itaqui, Rafinha (Aloísio), Juninho (Cassiano) e Marcinho. Técnico: Clemer

Figueirense: Saulo, Dudu, Naylor, Ferreira, João Lucas, Zé Antônio, Dudu Vieira, Renan Mota (Lucas Silva), Marco Antônio, Jorge Henrique (Ferrugem) e André Luis. Técnico: Marcelo Cabo

 Gols: Jorge Henrique, aos 38min1T, e André Luis, aos 41min2T (F)

 Cartões Amarelos:  Marlon, João Afonso, Cassiano, Leandro Leite, Marcinho e Rafinha (B); André Luis e Renan Mota (F)

Figueirense 2 x 0 Brasil – 33ª Rodada – Fotos Carlos Insaurriaga

aIMG_5839
aIMG_5968
aIMG_6027
aIMG_5976
aIMG_6023
aIMG_6033
aIMG_6072
aIMG_5898