Papou!

Por Gustavo Pereira

Do outro lado do país, o Brasil foi Brasil, mais uma vez. No estádio da Curuzu, casa do Paysandu, em Belém do Pará, o rubro-negro conquistou um triunfo gigante, por 3 a 2, e se aproximou ainda mais da permanência na Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida na noite deste sábado (11) foram marcados por Ednei e Cassiano, duas vezes.

O resultado leva a equipe Xavante ao 10º lugar da Série B, com 45 pontos conquistados. A confirmação matemática da garantia da terceira participação seguida na competição nacional pode acontecer na próxima terça-feira (14). Os comandados do técnico Clemer, embalados por duas vitórias consecutivas, recebem o ABC, às 20h30, esperando um Bento Freitas novamente lotado pela Maior e Mais Fiel. Os ingressos já estão à venda por R$ 10, e Sócios em dia não pagam check-in.

Emoção não faltou em nenhum segundo sequer da partida na capital paraense. Foram, inclusive, mais de 90 minutos de tensão, já que a arbitragem paralisou o duelo por cerca de 15 minutos na segunda etapa, devido à queda de energia em parte dos refletores do estádio. Com o time bastante modificado em relação ao que venceu o Paraná na rodada passada, o Brasil começou o jogo com as linhas mais recuadas, aguardando a iniciativa por parte dos donos da casa.

A primeira boa oportunidade foi vermelha e preta, e surgiu aos 17 minutos de bola rolando. Vestindo a camisa 10, Calyson avançou pelo meio e arrematou de fora da área, rasteiro, levando perigo ao gol rival. Aos 20, Guilherme Santos chutou cruzado e quase abriu o placar para o Papão. Só que, com 23 no relógio, a bola parada colocou o rubro-negro em vantagem. Ednei cobrou falta lateral, a redonda passou por todo mundo, enganou o goleiro Emerson e entrou: 1 a 0 Xavante!

Em cobrança de falta, Ednei abriu o placar e fez o primeiro gol com a camisa Xavante. Foto: Fernando Torres/Paysandu
Em cobrança de falta, Ednei abriu o placar e fez o primeiro gol com a camisa Xavante. Foto: Fernando Torres/Paysandu

Daí até o final do primeiro tempo, o Paysandu viveu seu melhor momento no jogo. Aos 34, Marcelo Pitol voou em finalização firme de Ayrton e salvou o Brasil. Em seguida, aos 38, a muralha da Baixada precisou realizar nova intervenção sensacional – desta vez em cabeçada de Bergson. Em meio à pressão adversária, Calyson protagonizou outra chegada interessante do rubro-negro, mandando com perigo. E os paraenses, sem desistir das tentativas aéreas, conquistaram a igualdade no último lance da etapa inicial. Aos 46, Bergson desviou de cabeça e subiu o 1 a 1 no marcador.

Na volta dos vestiários, teve troca na meta vermelha e preta: saiu Pitol e entrou Carlos Eduardo, que estreou pelo clube na Série B do Brasileirão. Logo aos dois minutos, o goleiro mostrou a qualidade que tem: Ayrton invadiu a área e concluiu forte, parando em Carlos. Ao mesmo tempo em que conseguia amenizar os ataques do Paysandu, o Brasil conseguiu voltar à frente no placar. Eram jogados 13 minutos da segunda etapa. Breno recebeu pela esquerda, no fundo, e mandou por baixo na pequena área. Atento e faminto, Cassiano se jogou na bola e balançou a rede: 2 a 1!

Novamente, o Papão partiu para cima. O Brasil se segurava bem, apesar das boas chances que Guilherme Santos e Juninho tiveram. Já com João Afonso e Aloísio nas vagas de Itaqui e Calyson, os refletores da Curuzu se apagaram parcialmente e o árbitro parou a partida – com cerca de 30 minutos. Quando a redonda voltou a rolar, o rubro-negro logo colocou uma mão e meia na vitória. João Afonso bateu de fora, a bola desviou e sobrou com Cassiano. O atacante teve calma, ajeitou e mandou no cantinho esquerdo de Emerson: 3 a 1!

Sereno no confronto, apesar de tanta tensão, o time de Clemer ainda sofreu gol de Juninho, que botou nas redes após cruzamento rasteiro na área Xavante. Os cinco minutos de acréscimo adicionaram também ainda mais emoção à reta decisiva. Mas nada mais era capaz de tirar do Brasil os três pontos que aproximam o rubro-negro de mais uma participação na Série B nacional. O objetivo está mais próximo, e agora é hora de, outra vez, a Maior e Mais Fiel provar porque leva esse adjetivo. Terça, 20h30, Bento Freitas, contra o ABC, é dia de buscar o terceiro triunfo seguido e selar a permanência.

Paysandu 2 x 3 Brasil – 35ª Rodada – Fotos Fernando Torres/Paysandu

aIMG-20171111-WA0118
aIMG-20171111-WA0120
aIMG-20171111-WA0111