Com suor

Por Jonathan Silva

O campo encharcado foi apenas mais um elemento para apimentar o duelo entre Brasil e Cruzeiro. A partida, disputada no estádio Antonio Vieira Ramos, em Gravataí, terminou em 1 a 1 e o time do técnico Rogério Zimmermann conheceu o seu primeiro ponto no Campeonato Gaúcho. Nena, em um golaço, marcou para o Brasil. Já Caion descontou para o time da capital gaúcha. Agora, na terceira rodada do certame estadual, o rubro-negro enfrentará o Ypiranga, em seus domínios, na quarta (10), às 20h30.

Com a bola rolando, o Cruzeiro abriu o placar aos 13 minutos. Depois de cobrança de escanteio, Caion empurrou a bola para as redes. Aos 23, Felipe Garcia lançou Nena, o artilheiro tentou a conclusão, mas Andrey fez um verdadeiro milagre. Dois minutos depois, Wender cobrou escanteio pela esquerda e Nena cabeceou pelo lado do gol adversário.

Ainda no primeiro tempo, Felipe Garcia fez linda jogada pela lateral e cruzou para  Nena. Antes do centroavante empurrar para as redes, André Ribeiro conseguiu cortar. Aos 44, foi a vez de Diogo Oliveira lançar Xaro e o lateral cruzar para Felipe Garcia se esticar todo e por pouco não empatar o jogo.

Torcida Xavante compareceu em bom número em Gravataí. Foto: Carlos Insaurriaga
Torcida Xavante compareceu em bom número em Gravataí. Foto: Carlos Insaurriaga

A segunda etapa começou com o Brasil pressionando o adversário. Diogo Oliveira, no primeiro minuto, já assustou com chute por cima. O mesmo Diogo, aos 6, lançou Ramon, que cruzou rasteiro e viu a zaga cortar a bola antes de Nena empatar. Na cobrança de escanteio, o camisa 9 cabeceou pelo lado.

O gol Xavante, porém, sairia aos 9 minutos. Diogo Oliveira lançou Felipe Garcia, que fez uma bonita jogada em velocidade e cruzou para Nena. O centroavante se revirou todo e com um lindo voleio empurrou para as redes. Tudo igual no Vieirão.

O Brasil seguiu buscando o segundo gol. Aos 23, Xaro cobrou falta  e Felipe Garcia cabeceou para fora. Dois minutos depois, Diogo Oliveira fez uma bonita jogada, driblou diversos marcadores e chutou. O goleiro Andrey já estava vencido na jogada, mas a bola bateu na trave. No rebote, Nena tentou marcar, a bola bateu no braço do marcador cruzeirense e o árbitro Leandro Vuaden não marcou o pênalti.

Diogo Oliveira, aos 28, aproveitou passe de peito de Ramon e bateu firme. A bola passou tirando tinta da trave de Andrey. O Maestro rubro-negro fez uma jogada magistral aos 29. Ele conduziu a bola, girou e de calcanhar deixou Nena na cara do gol. O artilheiro bateu firme, tirou do goleiro, mas a bola saiu pelo lado do gol do time da capital.

Agora, o Brasil se prepara para enfrentar o Ypiranga, às 20h30 da quarta (10), jogo que tem mando de campo Xavante, na terceira rodada do Gauchão 2016.

Ficha Técnica:

Brasil: Eduardo Martini, Wender, Leandro Camilo, Teco, Xaro, Leandro Leite, Washington, Moisés (Felipe Garcia), Diogo Oliveira (Marcos Paraná), Cleverson (Ramon) e Nena. Técnico Rogério Zimmermann

Cruzeiro: Andrey, Rodrigo (Carlão), André Ribeiro, Vladmir, Tawan (Chiquinho), Ben Hur, Reinaldo, Raymond, Tiago Alagoiano, Matheus e Caion (Vinicius), Técnico: Luis Antonio Zaluar

Gols: Caion 13min1T (C); Nena 9min2T (B)

Cartões Amarelos: Teco, Cleverson e Felipe Garcia (B); Caion e Matheus (C)

Cartões Vermelhos: Teco (B); Matheus (C)