PRÉ-JOGO: Paysandu x Brasil

Por Gustavo Pereira

É do outro lado do país que o Brasil enfrenta mais uma batalha importante na busca pela confirmação da permanência na Série B da próxima temporada. Neste sábado (11), às 19h, em Belém do Pará, o rubro-negro entra em campo no estádio da Curuzu, diante do Paysandu, pela 35ª rodada da competição nacional.

Com 42 pontos, a equipe Xavante está perto de alcançar a pontuação necessária para respirar aliviada. A rodada começou nesta sexta com bom resultado: o Luverdense, um dos concorrentes diretos, foi superado pelo Paraná por 2 a 0. O adversário da vez, o Papão, está três posições acima do Brasil: é 10º colocado, com 45 pontos conquistados.

Na vitória fundamental da última terça, justamente sobre o Paraná, quatro jogadores receberam o terceiro cartão amarelo e viraram desfalques para o confronto no Norte: Éder Sciola, Marlon, Rafinha e Marcinho. Eles voltam a ficar disponíveis para a nova decisão de terça-feira (14), às 20h30, no Bento Freitas, contra o ABC. Para esta partida, penúltima do rubro-negro em casa na Série B 2017, tem mais promoção para lotar a Baixada: confira e garanta sua presença!

Rodrigo Batista Raposo (DF), auxiliado por José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Daniel Henrique da Silva (DF). Quarto árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA).

As entradas para arquibancada custam R$ 20 no estádio da Curuzu e são vendidas em diversos pontos na capital paraense. Mais informações no site do Paysandu.

Lincom: ”Temos feito bons jogos fora de casa. Está faltando fazer o gol. É continuar trabalhando em cima disso porque a bola vai ter que entrar e vamos fazer uma viagem de volta com três pontos”. Entrevista completa aqui.

Teco: ”É um momento de superação para conseguirmos o objetivo do ano, que é a permanência na Série B. A última vitória nos deu confiança”. Entrevista completa aqui.

3 jogos:
– 1 vitória do Brasil
– 2 empates

22 de julho, pela Série B do Campeonato Brasileiro, no estádio Bento Freitas: Brasil 2 x 1 Paysandu, gols Xavantes marcados por Itaqui e Nem.