Resta um

Por Gustavo Pereira

Falta apenas uma partida para o fim da temporada de 2017. No penúltimo compromisso do ano, o Brasil foi superado por 2 a 1 pelo Boa Esporte, na tarde deste sábado (18), em Varginha/MG. Em confronto equilibrado no estádio Dilzon Melo, Paulinho e Thaciano marcaram a favor dos mandantes, enquanto Cassiano anotou o gol Xavante – tudo no segundo tempo.

Agora, as atenções rubro-negras se voltam ao duelo diante do Criciúma, às 19h15 da próxima sexta-feira (24), no Bento Freitas. Será a despedida do time vermelho e preto de mais uma edição da Série B do Campeonato Brasileiro – em 2018 tem de novo. Com 48 pontos, os comandados do técnico Clemer ocupam a 10ª colocação e lutam pela melhor posição na tabela. Na melhor das hipóteses, o Brasil finalizaria a competição no 8º lugar. Para a partida contra o Tigre, inclusive, estão à venda ingressos para que novamente a Baixada esteja lotada.

Com a bola rolando, no Sul de Minas Gerais, o Boa ameaçou logo aos três minutos. Em sobra na intermedária, Rodolfo bateu por cima da meta de Marcelo Pitol. Aos 13, os mesmos protagonistas: o centroavante adversário chutou e o goleiro Xavante defendeu com firmeza. Em seguida, após levantamento na área, Igor desviou e mandou no pé da trave rubro-negra.

A partir daí, o Brasil cresceu e poderia ter aberto o placar aos 26 minutos. Com liberdade, Marcinho avançou pelo meio, invadiu a área, driblou Escobar e foi derrubado. A arbitragem, porém, não assinalou nenhuma infração no lance. Já aos 36, Rafinha teve espaço na intermediária e arrematou de perna esquerda, rasteiro, com perigo. Desta forma, as equipes foram aos vestiários sem gols no placar.

Os 45 minutos finais acabaram sendo muito mais agitados em termos de oportunidades de gol. Já aos três, Foguinho arriscou de fora e assustou Pitol. Na sequência, depois de cruzamento da direita, Paulinho dominou e concluiu sem chance alguma para o camisa 1 vermelho e preto: 1 a 0 para os mineiros. No ataque anterior ao tento adversário, Misael bateu forte, por cima, e quase mudou o rumo da partida.

Após sair perdendo, o técnico Clemer mudou o time Xavante. Entraram Calyson e Cassiano nas vagas de Rafinha e Lincom. Autor de três gols nos dois enfrentamentos anteriores, Cassiano confirmou a excelente fase. Eram jogados 13 minutos quando ele foi derrubado na área: pênalti. O camisa 18 assumiu a responsabilidade, bateu cruzado, firme, e o goleiro Fabrício não conseguiu alcançar, apesar de acertar o lado da cobrança: 1 a 1.

Na sequência do jogo, o Boa Esporte fez Marcelo Pitol trabalhar em finalizações de Foguinho e Rodolfo. Aí, aos 36 minutos, em momento da partida na qual o Brasil pressionava, um contragolpe rival decidiu. O atacante Rodolfo aproveitou lançamento perfeito do goleiro Fabrício, passou por Pitol e rolou para Thaciano desempatar: 2 a 1. No fim, Marlon recebeu cartão vermelho, assim como Igor, do Boa. E o rubro-negro não conseguiu recolocar a igualdade no marcador em Varginha: final com derrota, mas vem aí a última semana de treinamentos do ano para que 2017 acabe com um grande triunfo na Baixada.

Ficha técnica:

Boa Esporte: Fabrício; Igor, Caíque, Douglas Assis e Foguinho; Escobar (Lucas Hulk), Paulinho (Wesley) e Alyson; Thaciano (Radamés), Rodolfo e Reis. Técnico: Sidney Moraes.

Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Marcinho, Rafinha (Calyson) e Misael (Juninho); Lincom (Cassiano). Técnico: Clemer.

Gols: Paulinho, aos 5min2T, e Thaciano, aos 37min2T (BOA); Cassiano, aos 14min2T (GEB).

Cartões amarelos: Igor, Caíque e Douglas Assis (BOA); Leandro Leite e Rafinha (GEB).

Cartões vermelhos: Marlon (GEB) e Igor (BOA)

Boa Esporte 2 x 1 Brasil – 37ª Rodada – Fotos Jonathan Silva

a_MG_2561
a_MG_2492
a_MG_2548
a_MG_2484
a_MG_2580
a_MG_2592
a_MG_2694
a_MG_2655
a_MG_2598
a_MG_2667
a_MG_2663